o carapuceiro



HOJE É LA MUJER... CABALLEROS SÓ DIA 16

Ih, confusao danada de boa, mas hoje lanço (vide post ai debaixo) La Mujer és un Gluebo da Muerte - Una Noubellita Sangrenta de Amor a Quemmaropa,  pela Yiyi Jambo, editora especializada em portunhol selbagem com sede na linda e sedutora Asunción. É um libreto muy hermosito, pequeníssima tiragem, capa pintada a mano, cada uma diferente da outra, pelo artista e filósofo rupestre El Domador de Yacarés. É baratim, dez mirréis. O romance Caballeros Solitários rumo ao Sol Poente (editora do bispo) tem lançamento, no mesmo sítio bodeguístico, a Mercearia São Pedro, somente dia 16/11, dentro da programação da Balada Literária. Después renovo la invocación. E bammus lá beber, como um mexicano de verdad, à memória dos que já se foram.

Escrito por xico sá às 14h06
[   ] [ envie esta mensagem ]




É HOJE, QUINTA DOS INFIERNOS, 1º/11, ANTES DOS MUERTOS...

 
 
My amigo e hermanito Ronaldo Bressane informa: ...o que seriam das cartas de amor não fossem ridículas, no serian poemas líricos no fueran bregas [no fueran emos]. Nesta quinta-feira 1-11, lanzo um libriño llamado Cada Vez Que Ella Dice X. Son 18 poemos que vagan entre bolero, samba-canção y trip-hop de subúrbio. A editora é a Yiyi Jambo, prima paraguaya da porteña Eloisa Cartonera e da brasuca Dulcinéia Catadora - livros artesanais, baixa tiragem, capas em papelão recolhido de las calles por augustos catadores; en caso de mi libro, tapas irrepetibles pintadas por el Domador de Yakarés. Poesia barata inspirada em musas caríssimas, os 18 poemos foram recatados entre O Impostor e o inédito Lua Vermelha, fermentados em barris de uísque falsificado y quarados en portuñol o spanglish selvaje. O editor, por supuesto, é o mitológico Douglas Diegues. Ele também lança um libreto de amor incondicional, Rocío, lavrado y ladrado em honra da pin-up-mor de los chacos Rocío Núñez. Também seran jogados en las arenas de la Mercearia São Pedro los titulos La Mujer és un Gluebo da Muerte - Una Noubellita Sangrenta de Amor a Quemmaropa, de Xico Sá, Monarks Atravesan el Apa, de Joca Terron, Meu Doce Valium Starlight, do MaickNucleaR, Predadores da Utopia, do Lau Siqueira, e um outro livro meu, Corpo porco alma lama. A partir das 20h y hasta el fin de la cachaza o del corazón, o que acabar primeiro. Buera allá


Escrito por xico sá às 03h46
[   ] [ envie esta mensagem ]




ZOOLOGIA FANTÁSTICA E AMOROSA -OS POMBINHOS

E quando imaginávamos que estava tudo acabado, que amor não mais havia, que tinha ido tudo para as cucuias, que o fogo estava morto como no engenho de Zé Lins, que o amor era apenas uma assombração do Recife Antigo...

Quando já dizíamos, a uma só voz, aquela crônica triste de Paulo Mendes Campos: “Às vezes o amor acaba como se fora melhor nunca ter existido; mas pode acabar com doçura e esperança; uma palavra, muda ou articulada, e acaba o amor; na verdade; o álcool; de manhã, de tarde, de noite; na floração excessiva da primavera; no abuso do verão; na dissonância do outono; no conforto do inverno; em todos os lugares o amor acaba; a qualquer hora o amor acaba; por qualquer motivo o amor acaba...”

Quando já separávamos, olhos marejados, os livros e os discos...

Quando mirávamos, no mesmo instante, a nossa foto feliz no porta-retratos...

Quando não tínhamos nem mais ânimo para as clássicas D.R´s –discussões de relação argh, vixi, oxe, abram os pára-quedas, abram os saquinhos de vômito.

Ave, palavra, até o gato, nervoso, sem saber com quem ficaria, quebrava coisas dentro de casa, danô-se; o papagaio blasfemava, ô diabo verde teimoso!

Estava na cara, naquela zoologia amorosa: aqueles pombinhos já eram.

O cheiro do fim tomara todos os cômodos, a rua, o quarteirão, o bairro, a cidade, o mundo...

 Quando só restava cantar uma música de fossa... “Aquela aliança você pode empenhar ou derreter...”

Quando só restava a impressão de que eu já vou tarde...

Quando só restava Leonardo Cohen no ipod...

Sim, o quadro era triste, não se tratava de hipérbole ou demão de tintas gregas.

Mas de tanta inércia, poça do amor parado, de tanta inércia faltava até força para que houvesse a separação física, faltava força para arrumar as malas, pegar as escovas, saco.

Quando os pombinhos estavam chamuscados como num choque no poste de luz...

Quando já éramos conduzidos ao taxidermista, ela grita, lá do quarto: "Quando só o silêncio os unia àquela altura..."

Linda, ela sopra o verso de Murilo Mendes para me ajudar a dar tintas finais a mais uma singela e bendita crônica que garante a embriaguez dos nossos salineiros corazones e o leitinho morno para adormecer as crianças.  



Escrito por xico sá às 10h18
[   ] [ envie esta mensagem ]




O TOY STORY DO AMOR OU MUSEU DOS HORRORES

O grande Odair José, mestre da canção popular e dos suburbanos corações despedaçados, já previa tudo no seu clássico “As minhas Coisas”. Cantava ele: “Se eu soubesse, que iria te perder/ não teria acostumado minhas coisas com você”. Agora os modernos alemães de Berlin fundaram um museu só para guardar a memória dos objetos significativos dos relacionamentos que fracassaram.

Da escova de dentes às dentaduras. Sim, um maluco levou a dentição postiça completa para guardar no tal museu bizarro. No que a sua ex-mulher deve ter cantado, ao ver o desgraçado conduzindo aquela peça: “Tire o seu sorriso do caminho/ que eu quero passar com a minha dor”.

É, agora em vez de devolver o Neruda, o sujeito leva a sua lembrancinha ao museu de las dolores. Em vez de rasgar os 3x4 da carteira, vai lá e deposita na vitrine dos amores findos. E você, amiga, amigo, o que deixariam para sempre nas prateleiras de uma casa do gênero?

Enquanto pensa na resposta escute "As Coisas" do nosso glorioso Odair na comovente interpretação dos Abimonistas, chicos lírico-rokêros-fulêros deste pueblo de san pablo.  



Escrito por xico sá às 20h04
[   ] [ envie esta mensagem ]




MAREMOTOS (I)

A mulher que cheira a maré, quem sabe, ainda o espera no Hellcife sob a bocarra dos tubarões. Um Corto Maltese na balada do mar salgado a essa hora, samba de tiro certeiro. No meio do sertão de pedras-de-peixes, fósseis da chapada do Araripe, os mais antigos mares sob os nossos pés. Subo do Vale do Kariri rumo ao sol de Exu, malasartes, sinto o cheiro de todas as chacinas portuguesas, urubus apostólicos dançam o gira vestidos a caráter com as batinas do Santo Ophício, miragem da estrada quente.

(...)

Pena que não tenho mais cabelo, mesmo assim ponho pescoço e cabeça para fora da janela para me sentir num road-movie de quinta, mesmo que a delirante cortinazinha azul do ônibus insista em não me deixar a ver sequer as nuvens dos meus óculos, mundo treme na estrutura metálica que sustenta as janelas d´alma, assombrações d´amores emparedados na metrópole.

Escrito por xico sá às 13h27
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]




 

Histórico
  17/06/2012 a 23/06/2012
  24/07/2011 a 30/07/2011
  19/12/2010 a 25/12/2010
  28/11/2010 a 04/12/2010
  21/11/2010 a 27/11/2010
  24/10/2010 a 30/10/2010
  17/10/2010 a 23/10/2010
  03/10/2010 a 09/10/2010
  26/09/2010 a 02/10/2010
  29/08/2010 a 04/09/2010
  22/08/2010 a 28/08/2010
  15/08/2010 a 21/08/2010
  08/08/2010 a 14/08/2010
  01/08/2010 a 07/08/2010
  11/07/2010 a 17/07/2010
  04/07/2010 a 10/07/2010
  20/06/2010 a 26/06/2010
  06/06/2010 a 12/06/2010
  30/05/2010 a 05/06/2010
  23/05/2010 a 29/05/2010
  16/05/2010 a 22/05/2010
  09/05/2010 a 15/05/2010
  02/05/2010 a 08/05/2010
  25/04/2010 a 01/05/2010
  11/04/2010 a 17/04/2010
  04/04/2010 a 10/04/2010
  28/03/2010 a 03/04/2010
  21/03/2010 a 27/03/2010
  07/03/2010 a 13/03/2010
  28/02/2010 a 06/03/2010
  21/02/2010 a 27/02/2010
  14/02/2010 a 20/02/2010
  07/02/2010 a 13/02/2010
  31/01/2010 a 06/02/2010
  24/01/2010 a 30/01/2010
  17/01/2010 a 23/01/2010
  13/12/2009 a 19/12/2009
  06/12/2009 a 12/12/2009
  29/11/2009 a 05/12/2009
  22/11/2009 a 28/11/2009
  15/11/2009 a 21/11/2009
  08/11/2009 a 14/11/2009
  01/11/2009 a 07/11/2009
  25/10/2009 a 31/10/2009
  18/10/2009 a 24/10/2009
  11/10/2009 a 17/10/2009
  04/10/2009 a 10/10/2009
  27/09/2009 a 03/10/2009
  20/09/2009 a 26/09/2009
  13/09/2009 a 19/09/2009
  06/09/2009 a 12/09/2009
  30/08/2009 a 05/09/2009
  23/08/2009 a 29/08/2009
  16/08/2009 a 22/08/2009
  09/08/2009 a 15/08/2009
  02/08/2009 a 08/08/2009
  26/07/2009 a 01/08/2009
  19/07/2009 a 25/07/2009
  12/07/2009 a 18/07/2009
  05/07/2009 a 11/07/2009
  28/06/2009 a 04/07/2009
  21/06/2009 a 27/06/2009
  14/06/2009 a 20/06/2009
  07/06/2009 a 13/06/2009
  31/05/2009 a 06/06/2009
  24/05/2009 a 30/05/2009
  17/05/2009 a 23/05/2009
  10/05/2009 a 16/05/2009
  03/05/2009 a 09/05/2009
  26/04/2009 a 02/05/2009
  19/04/2009 a 25/04/2009
  12/04/2009 a 18/04/2009
  05/04/2009 a 11/04/2009
  29/03/2009 a 04/04/2009
  22/03/2009 a 28/03/2009
  15/03/2009 a 21/03/2009
  08/03/2009 a 14/03/2009
  01/03/2009 a 07/03/2009
  22/02/2009 a 28/02/2009
  15/02/2009 a 21/02/2009
  08/02/2009 a 14/02/2009
  01/02/2009 a 07/02/2009
  25/01/2009 a 31/01/2009
  18/01/2009 a 24/01/2009
  11/01/2009 a 17/01/2009
  14/12/2008 a 20/12/2008
  07/12/2008 a 13/12/2008
  30/11/2008 a 06/12/2008
  23/11/2008 a 29/11/2008
  16/11/2008 a 22/11/2008
  09/11/2008 a 15/11/2008
  02/11/2008 a 08/11/2008
  26/10/2008 a 01/11/2008
  19/10/2008 a 25/10/2008
  12/10/2008 a 18/10/2008
  05/10/2008 a 11/10/2008
  28/09/2008 a 04/10/2008
  21/09/2008 a 27/09/2008
  14/09/2008 a 20/09/2008
  07/09/2008 a 13/09/2008
  31/08/2008 a 06/09/2008
  24/08/2008 a 30/08/2008
  17/08/2008 a 23/08/2008
  10/08/2008 a 16/08/2008
  03/08/2008 a 09/08/2008
  27/07/2008 a 02/08/2008
  20/07/2008 a 26/07/2008
  13/07/2008 a 19/07/2008
  06/07/2008 a 12/07/2008
  29/06/2008 a 05/07/2008
  22/06/2008 a 28/06/2008
  15/06/2008 a 21/06/2008
  08/06/2008 a 14/06/2008
  01/06/2008 a 07/06/2008
  25/05/2008 a 31/05/2008
  18/05/2008 a 24/05/2008
  11/05/2008 a 17/05/2008
  04/05/2008 a 10/05/2008
  27/04/2008 a 03/05/2008
  20/04/2008 a 26/04/2008
  13/04/2008 a 19/04/2008
  06/04/2008 a 12/04/2008
  30/03/2008 a 05/04/2008
  23/03/2008 a 29/03/2008
  16/03/2008 a 22/03/2008
  09/03/2008 a 15/03/2008
  02/03/2008 a 08/03/2008
  24/02/2008 a 01/03/2008
  17/02/2008 a 23/02/2008
  10/02/2008 a 16/02/2008
  03/02/2008 a 09/02/2008
  27/01/2008 a 02/02/2008
  20/01/2008 a 26/01/2008
  13/01/2008 a 19/01/2008
  06/01/2008 a 12/01/2008
  16/12/2007 a 22/12/2007
  09/12/2007 a 15/12/2007
  02/12/2007 a 08/12/2007
  25/11/2007 a 01/12/2007
  18/11/2007 a 24/11/2007
  11/11/2007 a 17/11/2007
  04/11/2007 a 10/11/2007
  28/10/2007 a 03/11/2007
  21/10/2007 a 27/10/2007
  14/10/2007 a 20/10/2007
  07/10/2007 a 13/10/2007
  30/09/2007 a 06/10/2007
  23/09/2007 a 29/09/2007
  16/09/2007 a 22/09/2007
  09/09/2007 a 15/09/2007
  02/09/2007 a 08/09/2007
  26/08/2007 a 01/09/2007
  19/08/2007 a 25/08/2007
  12/08/2007 a 18/08/2007
  05/08/2007 a 11/08/2007
  29/07/2007 a 04/08/2007
  22/07/2007 a 28/07/2007
  15/07/2007 a 21/07/2007
  08/07/2007 a 14/07/2007
  01/07/2007 a 07/07/2007
  24/06/2007 a 30/06/2007
  17/06/2007 a 23/06/2007
  10/06/2007 a 16/06/2007
  03/06/2007 a 09/06/2007
  27/05/2007 a 02/06/2007
  20/05/2007 a 26/05/2007
  13/05/2007 a 19/05/2007
  06/05/2007 a 12/05/2007
  29/04/2007 a 05/05/2007
  22/04/2007 a 28/04/2007
  15/04/2007 a 21/04/2007
  08/04/2007 a 14/04/2007
  01/04/2007 a 07/04/2007
  25/03/2007 a 31/03/2007
  18/03/2007 a 24/03/2007
  11/03/2007 a 17/03/2007
  04/03/2007 a 10/03/2007
  25/02/2007 a 03/03/2007
  18/02/2007 a 24/02/2007
  11/02/2007 a 17/02/2007
  04/02/2007 a 10/02/2007
  28/01/2007 a 03/02/2007
  21/01/2007 a 27/01/2007
  14/01/2007 a 20/01/2007
  07/01/2007 a 13/01/2007
  31/12/2006 a 06/01/2007
  17/12/2006 a 23/12/2006
  10/12/2006 a 16/12/2006
  03/12/2006 a 09/12/2006
  26/11/2006 a 02/12/2006
  19/11/2006 a 25/11/2006
  12/11/2006 a 18/11/2006
  05/11/2006 a 11/11/2006
  29/10/2006 a 04/11/2006
  22/10/2006 a 28/10/2006
  15/10/2006 a 21/10/2006
  08/10/2006 a 14/10/2006
  01/10/2006 a 07/10/2006
  24/09/2006 a 30/09/2006
  17/09/2006 a 23/09/2006
  10/09/2006 a 16/09/2006
  03/09/2006 a 09/09/2006
  27/08/2006 a 02/09/2006
  20/08/2006 a 26/08/2006
  13/08/2006 a 19/08/2006
  06/08/2006 a 12/08/2006
  30/07/2006 a 05/08/2006
  23/07/2006 a 29/07/2006
  16/07/2006 a 22/07/2006
  09/07/2006 a 15/07/2006
  02/07/2006 a 08/07/2006
  25/06/2006 a 01/07/2006
  18/06/2006 a 24/06/2006
  11/06/2006 a 17/06/2006
  04/06/2006 a 10/06/2006
  28/05/2006 a 03/06/2006
  21/05/2006 a 27/05/2006
  14/05/2006 a 20/05/2006
  07/05/2006 a 13/05/2006
  30/04/2006 a 06/05/2006
  23/04/2006 a 29/04/2006
  16/04/2006 a 22/04/2006
  09/04/2006 a 15/04/2006
  02/04/2006 a 08/04/2006
  26/03/2006 a 01/04/2006
  19/03/2006 a 25/03/2006
  12/03/2006 a 18/03/2006
  05/03/2006 a 11/03/2006
  26/02/2006 a 04/03/2006
  19/02/2006 a 25/02/2006
  12/02/2006 a 18/02/2006
  05/02/2006 a 11/02/2006
  29/01/2006 a 04/02/2006
  22/01/2006 a 28/01/2006
  15/01/2006 a 21/01/2006
  08/01/2006 a 14/01/2006
  01/01/2006 a 07/01/2006
  25/12/2005 a 31/12/2005
  18/12/2005 a 24/12/2005
  11/12/2005 a 17/12/2005
  04/12/2005 a 10/12/2005
  27/11/2005 a 03/12/2005
  20/11/2005 a 26/11/2005
  13/11/2005 a 19/11/2005
  06/11/2005 a 12/11/2005
  30/10/2005 a 05/11/2005
  23/10/2005 a 29/10/2005
  16/10/2005 a 22/10/2005
  09/10/2005 a 15/10/2005
  02/10/2005 a 08/10/2005
  25/09/2005 a 01/10/2005
  18/09/2005 a 24/09/2005
  11/09/2005 a 17/09/2005
  04/09/2005 a 10/09/2005
  28/08/2005 a 03/09/2005
  21/08/2005 a 27/08/2005
  14/08/2005 a 20/08/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005
  31/07/2005 a 06/08/2005
  24/07/2005 a 30/07/2005
  17/07/2005 a 23/07/2005
  10/07/2005 a 16/07/2005
  03/07/2005 a 09/07/2005
  26/06/2005 a 02/07/2005
  19/06/2005 a 25/06/2005
  12/06/2005 a 18/06/2005
  05/06/2005 a 11/06/2005
  29/05/2005 a 04/06/2005
  22/05/2005 a 28/05/2005
  15/05/2005 a 21/05/2005
  08/05/2005 a 14/05/2005
  01/05/2005 a 07/05/2005
  24/04/2005 a 30/04/2005


Outros sites
  Editora do Bispo
  Blog da editora do bispo
  aurora boulevard, uma janela para o melhor da existência
  notasubmersas - mergulho en la isla encantada
  Sorte & Azar S/A
  La liga de la vesga y outros debujos incriibles
  balcan beat box & nikolai gogol bordelo
  Portunhol selvagem és mi pátria y mi lengua
  Doktor Estranho - pense!
  eraOdito, o homi, o mito, o kabrito, vale o escrito
  El Impostor y sus presídios de buelsillo
  jazz do interior by bombig
  sabe aquele cara do cheiro do ralo?
  scottlândia & otros darwinismos gauches
  Bortolotto, uiscão y raiban
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?