o carapuceiro



DULCINÉIA CONVOCA

AMIGOS del corazón y inimigos cordiales, nesta SEGUNDA, lunes, 09/06, este carapuceiro e o compay JOCA R TERRON, lançamos dois libretos pela DULCINÉIA CATADORA, aquela brava editora das capas de papelão pintadas a mano, projeto q nasceu em Buenos Aires com a Eloisa Cartonera.

Mando a la plaza "Tripa de Cadela & outras Fábulas Bêbadas", conjunto de pequenas narrativas que dialogam com o delírio alcóolico e o opiário do escriba russo Venedikt Eroveev. No livro reaparece o viejo Fodasno, protagonista de mi noubella "Caballeros Solitários rumo ao sol poente" (ed.do bispo).

Terron, el hombre do sonho interrompido por guilhotina, nos apresenta "Transportunhol borracho", com versões para o idioma da fronteira de poemas de gênios como Jim Dodge, sim, o vovô quém-quém da pata Fup e do sussuro da morte, o melhor uísque de todos os barris tonificantes do universo. O libro sai também pela YiYi-Jambo, Assunción, do nuestro maestro Douglas Diegues.

Então tá combinado, o serviço: segunda, 09/06, 20h30 por delante, na Mercearia São Pedro, rua Rodésia 34, no alto da Vila Madalena, apareçam para uns tragos e outras confabulações.



Escrito por xico sá às 22h32
[   ] [ envie esta mensagem ]




A PELEJA DA MULHER E DA CACHAÇA

Sinopse: cansada de humilhações nos lares, a cachaça, la bagaceira, vai à forra. Sem perder a elegância jamais, deixa a sua crítica da ressaca moral pura. Acompanhem:

- Ou ela ou eu – disse Germana, a danada,toda metida no seu vestidinho de palha de bananeira.

O pobre do cachaceiro ficou passado, perplexo no seu zarolhismo a 45º de graduação alcoólica.

Arrastá-lo dos bares era um serviço humanitário tão comum à patroa quanto lavar roupa suja ou discutir a relação envelhecida em barris de estrago.

Mas naquele dia tudo seria diferente. Deparou-se logo com a birra da empalhada, que reivindicava, no mínimo, mais gratidão do cachaceiro a quem tanto manguaçara.

- Ou ela ou eu - disse de novo, botando fogo pelas ventas.

Sem permitir a réplica feminina, dona pinga incendiou mais ainda o ambiente, a Mercearia São Pedro, diga-se, ali no alto da vila Madalena:

- Cansei de te derrubar em colo de vagabunda...

Embora muito educada, uma fofa, a patroa não suportou  a humilhação:

- Você está acabando com a vida desse infeliz... Repare só o farrapo humano que virou.

- Ah, minha santa, a graça desse bofe sou eu, Bovary ces´t moi. Dou-lhe verve, ânimo, o luxo da coragem, mato-lhe a timidez e os assombros...

- Desalmada, destruidora de lares, você acaba com o que sobra desse infeliz... 

Marquinhos abaixa o portão de ferro.     

Germana adora aquele barulho. É música, é Mozart, diz, assanhada. Sabe que o bicho pega e cresce o amor incondicional dos homens por ela. “Viagem ao fim da noite”, batizou assim aquele congraçamento entre os machos de boa vontade. Na sua elegância de palha, Germana detesta quando os homens pedem “mais uma”. Ela gosta de ser chamada pelo nome, com devoção, olhinho baixo e tudo.

E a peleja continuou:

- O que acaba com essa criatura é a tua rabugice, a tua carranca, já te viste no espelho quando acordas? Que cabelo é aquele, dona?

- Pois saiba que esse desalmado acorda te maldizendo, numa ressaca miserável, sempre como aquele corvo, never more, never more, never more...    

- Quando se recompõe volta aos meus caprichos... É um doente por mim, queres devoção maior?

- Eu sou a cura...

- Tu és mesmo um banho frio, sem alma, bálsamo chinfrim... És tão sólida na vida dele quanto um Sonrisal...

- És a ruína desse infeliz...

- Apenas não desejo que ele morra cheio de saúde... Já pensou que triste?

- Cínica.

- Gorda.

- Invejosa, enquanto dás a queda eu dou um colo macio e reconfortante...

- Se ele erra o prumo de casa é por conta da tua feiúra...

- Mas nunca errou o buraco da fechadura...

As duas se engalfinham. A mercearia vem abaixo. Marquinhos levanta o portão de ferro. O sol por testemunha de mais uma peleja entre a mulher e a cachaça. Ah, por isso que eu não quero que me faltem essas danadas. Tão passionais, tão iguais, tão donas das nossas quedas e baques.

 

* do libreto "Tripa de Cadela & outras fábulas bêbadas", que será lançado segunda-feira próxima,9/6, pela editora Dulcinéia Catadora, projeto que tem origem na Eloísa Cartonera de Buenos Aires. O livro é um diálogo com o escriba russo Venedikt Eroveev 1933(?)-1990(?).



Escrito por xico sá às 12h26
[   ] [ envie esta mensagem ]




TAMO AÍ MANDANDO BRASA

Amigos, participo dessa prosa hoje, dia 3 de junho, terça, 19h30, no Sesc Pompéia, de grátis. Vou tentar lembrar, com essa memória cabrobronha, das experiências da poesia mimeógrafo do Hellcife e das reportagens delirantes dos periódicos anarco-monarquistas O Rei da Notícia e O Príncipe, ambos da Veneza Brasiliera, anos oito ponto zero por delante. É só chegar. Tudo na faixa, inclusive a cerva depois. O serviço ai abaixo:

VERDADE MIMEOGRAFADA: IMPRENSA E LITERATURA ALTERNATIVAS

A contracultura de certa forma subverteu as funções mais ortodoxas da arte e do jornalismo, trazendo por exemplo uma poesia instantânea, de intervenção, e um jornalismo carregado de subjetividade. Ao mesmo tempo, as publicações se beneficiaram de uma nova urgência e informalidade, criando a chamada poesia de mimeografo e uma miríade de publicações alternativas, que precederam experiências das décadas seguintes, como os fanzines e os blogs.
CONVIDADOS: 
- LUIS CARLOS MACIEL (filósofo e escritor) RJ
- SERGIO COHN (escritor e editor da Azougue) RJ
- XICO SÁ (escritor e jornalista) SP
 


Escrito por xico sá às 15h46
[   ] [ envie esta mensagem ]




DO MEU LADO ESCURO PARA O TEU LADO CLARO

descer em cima de ti mais um pouco, até mais ou menos um palmo diante dos teus olhos,

e dizer eu te amo com a convicção de um míope/astigmático no escuro... sem trilha, sem blues, peleja de cego em becos alexandrinos, mineiro suicida de Émile Zola a palo seco, essas coisas que guardo e prezo da soma das ignorâncias, passa a régua iluminista de merda, essas coisas da feira, da peixeira e dos livros.  o eu te amo como música final e única da banda esquerda do meu corpo que toca de ouvido, tripas & corazones, o rolling stones goats head soups, o nada que sou e era e o futuro-bundinha-pra-cima numa praia deserta donde te imagino ao meu lado, fui, baby, o resto é cartão postal que te mandarei do fim do mundo. P.S. os repentistas de marte fizeram um martelo emocionante para nós dois, aqui, árido que só, não soa bem rimas de amor, mas era como se fosse uma rarefeita dor que já passou desde que o astronauta, expert em ressacas cosmológicas, trouxe para nós a primeira aspirina genérica bueníssima para quem anda assim meio daubailó!



Escrito por xico sá às 01h33
[   ] [ envie esta mensagem ]




O VELHO BRINQUEDO E OS SEUS NOVOS ESTRAGOS

 Ele só quer saber do computador, queixa-se minha amiga Djanira, queixam-se quase todas, as fofas e as ranzinzas, as cheinhas e as magricelas, as afilhadas de Balzac e as novinhas cheirando a leite de cabra.

O queixume, a queixa realçada com o blush escandaloso do ciúme, toma conta do mundo.

Umas esperneiam, resmungam e blasfemam contra os céus e o destino; outras ficam na delas, mas se roendo por dentro, deixando escorrer na pele a resina negra das mágoas com datas de validade vencidas.   

O tom é mais histérico na classe média, claro, disso já berrava o velho Freud, mas também gritam as burguesas de palácios e algumas fêmeas de palafitas, de Brasílias oficiais e Brasílias Teimosas, do Savassi à Cabana do Pai Tomás na BH das Alterosas, de Conjuntos Cearás e de Aldeotas, a vida sempre será um agonia batendo na porta, como um mendigo sujo que pede restos e sobras, como em uma canção triste dos Beatles em uma madruga de fantasmas que viram lençóis e vice-versa.

Ela só quer saber do computador, queixa-se Amaro, velho amigo, que caiu na besteira de fuçar as gavetas internéticas da costela amada. Para quê, meu Deus, não faz isso, Amaro, toma tento, homenino.

Legítima Madame Bovary dos tempos digitais, a moça tem lá os seus xenhenhéns platônicos –espero que não passe disso, bom Amaro- e deixou o mancebo com o capinzinho da desconfiança entre os dentes perdido num mundo sem porteira.       

Na dramaturgia do olho-no-olho ou na mentira da distância on line, a vida teima em castigar do mesmo jeito. Antes uma boa pulada de cerca virtual, meu amigo Amaro e minha amiga Djanira, do que a velha mancha de batom na cueca.

Mal escuto as queixas acima, me chega um outro amigo, aqui batizado apenas de J. para evitar o falatório público em Reriutaba, conhecida no Ceará como a terra que mais exporta garçons para o universo.   

J. não poderia ter outro ofício, claro, e me relata o ocorrido sob as suas telhas depois que adquiriu para casa o primeiro computa. “Os meninos estavam precisando para ajudar nos trabalhos da escola”, diz, triste e macambúzio.

O Juninho, segundo o nosso amigo garçom, é um “crânio”, domina o mundo moderno, tira até o PIS do papai na página da Previdência, um demônio, já se arrisca também no inglês, um orgulho.  

O problema tem sido a caçula, a gazela, Carol, a menina, uma peste no Orkut, ele pede clemência, com toda ingenuidade e machismo cozinhado na moleira sob o sol dos trópicos sertanejos. O problema não é só esse, conta ainda, a desgraça é que a mulher agora também deu para ficar de flozô na janela de Bill Gates.



Escrito por xico sá às 11h33
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]




 

Histórico
  17/06/2012 a 23/06/2012
  24/07/2011 a 30/07/2011
  19/12/2010 a 25/12/2010
  28/11/2010 a 04/12/2010
  21/11/2010 a 27/11/2010
  24/10/2010 a 30/10/2010
  17/10/2010 a 23/10/2010
  03/10/2010 a 09/10/2010
  26/09/2010 a 02/10/2010
  29/08/2010 a 04/09/2010
  22/08/2010 a 28/08/2010
  15/08/2010 a 21/08/2010
  08/08/2010 a 14/08/2010
  01/08/2010 a 07/08/2010
  11/07/2010 a 17/07/2010
  04/07/2010 a 10/07/2010
  20/06/2010 a 26/06/2010
  06/06/2010 a 12/06/2010
  30/05/2010 a 05/06/2010
  23/05/2010 a 29/05/2010
  16/05/2010 a 22/05/2010
  09/05/2010 a 15/05/2010
  02/05/2010 a 08/05/2010
  25/04/2010 a 01/05/2010
  11/04/2010 a 17/04/2010
  04/04/2010 a 10/04/2010
  28/03/2010 a 03/04/2010
  21/03/2010 a 27/03/2010
  07/03/2010 a 13/03/2010
  28/02/2010 a 06/03/2010
  21/02/2010 a 27/02/2010
  14/02/2010 a 20/02/2010
  07/02/2010 a 13/02/2010
  31/01/2010 a 06/02/2010
  24/01/2010 a 30/01/2010
  17/01/2010 a 23/01/2010
  13/12/2009 a 19/12/2009
  06/12/2009 a 12/12/2009
  29/11/2009 a 05/12/2009
  22/11/2009 a 28/11/2009
  15/11/2009 a 21/11/2009
  08/11/2009 a 14/11/2009
  01/11/2009 a 07/11/2009
  25/10/2009 a 31/10/2009
  18/10/2009 a 24/10/2009
  11/10/2009 a 17/10/2009
  04/10/2009 a 10/10/2009
  27/09/2009 a 03/10/2009
  20/09/2009 a 26/09/2009
  13/09/2009 a 19/09/2009
  06/09/2009 a 12/09/2009
  30/08/2009 a 05/09/2009
  23/08/2009 a 29/08/2009
  16/08/2009 a 22/08/2009
  09/08/2009 a 15/08/2009
  02/08/2009 a 08/08/2009
  26/07/2009 a 01/08/2009
  19/07/2009 a 25/07/2009
  12/07/2009 a 18/07/2009
  05/07/2009 a 11/07/2009
  28/06/2009 a 04/07/2009
  21/06/2009 a 27/06/2009
  14/06/2009 a 20/06/2009
  07/06/2009 a 13/06/2009
  31/05/2009 a 06/06/2009
  24/05/2009 a 30/05/2009
  17/05/2009 a 23/05/2009
  10/05/2009 a 16/05/2009
  03/05/2009 a 09/05/2009
  26/04/2009 a 02/05/2009
  19/04/2009 a 25/04/2009
  12/04/2009 a 18/04/2009
  05/04/2009 a 11/04/2009
  29/03/2009 a 04/04/2009
  22/03/2009 a 28/03/2009
  15/03/2009 a 21/03/2009
  08/03/2009 a 14/03/2009
  01/03/2009 a 07/03/2009
  22/02/2009 a 28/02/2009
  15/02/2009 a 21/02/2009
  08/02/2009 a 14/02/2009
  01/02/2009 a 07/02/2009
  25/01/2009 a 31/01/2009
  18/01/2009 a 24/01/2009
  11/01/2009 a 17/01/2009
  14/12/2008 a 20/12/2008
  07/12/2008 a 13/12/2008
  30/11/2008 a 06/12/2008
  23/11/2008 a 29/11/2008
  16/11/2008 a 22/11/2008
  09/11/2008 a 15/11/2008
  02/11/2008 a 08/11/2008
  26/10/2008 a 01/11/2008
  19/10/2008 a 25/10/2008
  12/10/2008 a 18/10/2008
  05/10/2008 a 11/10/2008
  28/09/2008 a 04/10/2008
  21/09/2008 a 27/09/2008
  14/09/2008 a 20/09/2008
  07/09/2008 a 13/09/2008
  31/08/2008 a 06/09/2008
  24/08/2008 a 30/08/2008
  17/08/2008 a 23/08/2008
  10/08/2008 a 16/08/2008
  03/08/2008 a 09/08/2008
  27/07/2008 a 02/08/2008
  20/07/2008 a 26/07/2008
  13/07/2008 a 19/07/2008
  06/07/2008 a 12/07/2008
  29/06/2008 a 05/07/2008
  22/06/2008 a 28/06/2008
  15/06/2008 a 21/06/2008
  08/06/2008 a 14/06/2008
  01/06/2008 a 07/06/2008
  25/05/2008 a 31/05/2008
  18/05/2008 a 24/05/2008
  11/05/2008 a 17/05/2008
  04/05/2008 a 10/05/2008
  27/04/2008 a 03/05/2008
  20/04/2008 a 26/04/2008
  13/04/2008 a 19/04/2008
  06/04/2008 a 12/04/2008
  30/03/2008 a 05/04/2008
  23/03/2008 a 29/03/2008
  16/03/2008 a 22/03/2008
  09/03/2008 a 15/03/2008
  02/03/2008 a 08/03/2008
  24/02/2008 a 01/03/2008
  17/02/2008 a 23/02/2008
  10/02/2008 a 16/02/2008
  03/02/2008 a 09/02/2008
  27/01/2008 a 02/02/2008
  20/01/2008 a 26/01/2008
  13/01/2008 a 19/01/2008
  06/01/2008 a 12/01/2008
  16/12/2007 a 22/12/2007
  09/12/2007 a 15/12/2007
  02/12/2007 a 08/12/2007
  25/11/2007 a 01/12/2007
  18/11/2007 a 24/11/2007
  11/11/2007 a 17/11/2007
  04/11/2007 a 10/11/2007
  28/10/2007 a 03/11/2007
  21/10/2007 a 27/10/2007
  14/10/2007 a 20/10/2007
  07/10/2007 a 13/10/2007
  30/09/2007 a 06/10/2007
  23/09/2007 a 29/09/2007
  16/09/2007 a 22/09/2007
  09/09/2007 a 15/09/2007
  02/09/2007 a 08/09/2007
  26/08/2007 a 01/09/2007
  19/08/2007 a 25/08/2007
  12/08/2007 a 18/08/2007
  05/08/2007 a 11/08/2007
  29/07/2007 a 04/08/2007
  22/07/2007 a 28/07/2007
  15/07/2007 a 21/07/2007
  08/07/2007 a 14/07/2007
  01/07/2007 a 07/07/2007
  24/06/2007 a 30/06/2007
  17/06/2007 a 23/06/2007
  10/06/2007 a 16/06/2007
  03/06/2007 a 09/06/2007
  27/05/2007 a 02/06/2007
  20/05/2007 a 26/05/2007
  13/05/2007 a 19/05/2007
  06/05/2007 a 12/05/2007
  29/04/2007 a 05/05/2007
  22/04/2007 a 28/04/2007
  15/04/2007 a 21/04/2007
  08/04/2007 a 14/04/2007
  01/04/2007 a 07/04/2007
  25/03/2007 a 31/03/2007
  18/03/2007 a 24/03/2007
  11/03/2007 a 17/03/2007
  04/03/2007 a 10/03/2007
  25/02/2007 a 03/03/2007
  18/02/2007 a 24/02/2007
  11/02/2007 a 17/02/2007
  04/02/2007 a 10/02/2007
  28/01/2007 a 03/02/2007
  21/01/2007 a 27/01/2007
  14/01/2007 a 20/01/2007
  07/01/2007 a 13/01/2007
  31/12/2006 a 06/01/2007
  17/12/2006 a 23/12/2006
  10/12/2006 a 16/12/2006
  03/12/2006 a 09/12/2006
  26/11/2006 a 02/12/2006
  19/11/2006 a 25/11/2006
  12/11/2006 a 18/11/2006
  05/11/2006 a 11/11/2006
  29/10/2006 a 04/11/2006
  22/10/2006 a 28/10/2006
  15/10/2006 a 21/10/2006
  08/10/2006 a 14/10/2006
  01/10/2006 a 07/10/2006
  24/09/2006 a 30/09/2006
  17/09/2006 a 23/09/2006
  10/09/2006 a 16/09/2006
  03/09/2006 a 09/09/2006
  27/08/2006 a 02/09/2006
  20/08/2006 a 26/08/2006
  13/08/2006 a 19/08/2006
  06/08/2006 a 12/08/2006
  30/07/2006 a 05/08/2006
  23/07/2006 a 29/07/2006
  16/07/2006 a 22/07/2006
  09/07/2006 a 15/07/2006
  02/07/2006 a 08/07/2006
  25/06/2006 a 01/07/2006
  18/06/2006 a 24/06/2006
  11/06/2006 a 17/06/2006
  04/06/2006 a 10/06/2006
  28/05/2006 a 03/06/2006
  21/05/2006 a 27/05/2006
  14/05/2006 a 20/05/2006
  07/05/2006 a 13/05/2006
  30/04/2006 a 06/05/2006
  23/04/2006 a 29/04/2006
  16/04/2006 a 22/04/2006
  09/04/2006 a 15/04/2006
  02/04/2006 a 08/04/2006
  26/03/2006 a 01/04/2006
  19/03/2006 a 25/03/2006
  12/03/2006 a 18/03/2006
  05/03/2006 a 11/03/2006
  26/02/2006 a 04/03/2006
  19/02/2006 a 25/02/2006
  12/02/2006 a 18/02/2006
  05/02/2006 a 11/02/2006
  29/01/2006 a 04/02/2006
  22/01/2006 a 28/01/2006
  15/01/2006 a 21/01/2006
  08/01/2006 a 14/01/2006
  01/01/2006 a 07/01/2006
  25/12/2005 a 31/12/2005
  18/12/2005 a 24/12/2005
  11/12/2005 a 17/12/2005
  04/12/2005 a 10/12/2005
  27/11/2005 a 03/12/2005
  20/11/2005 a 26/11/2005
  13/11/2005 a 19/11/2005
  06/11/2005 a 12/11/2005
  30/10/2005 a 05/11/2005
  23/10/2005 a 29/10/2005
  16/10/2005 a 22/10/2005
  09/10/2005 a 15/10/2005
  02/10/2005 a 08/10/2005
  25/09/2005 a 01/10/2005
  18/09/2005 a 24/09/2005
  11/09/2005 a 17/09/2005
  04/09/2005 a 10/09/2005
  28/08/2005 a 03/09/2005
  21/08/2005 a 27/08/2005
  14/08/2005 a 20/08/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005
  31/07/2005 a 06/08/2005
  24/07/2005 a 30/07/2005
  17/07/2005 a 23/07/2005
  10/07/2005 a 16/07/2005
  03/07/2005 a 09/07/2005
  26/06/2005 a 02/07/2005
  19/06/2005 a 25/06/2005
  12/06/2005 a 18/06/2005
  05/06/2005 a 11/06/2005
  29/05/2005 a 04/06/2005
  22/05/2005 a 28/05/2005
  15/05/2005 a 21/05/2005
  08/05/2005 a 14/05/2005
  01/05/2005 a 07/05/2005
  24/04/2005 a 30/04/2005


Outros sites
  Editora do Bispo
  Blog da editora do bispo
  aurora boulevard, uma janela para o melhor da existência
  notasubmersas - mergulho en la isla encantada
  Sorte & Azar S/A
  La liga de la vesga y outros debujos incriibles
  balcan beat box & nikolai gogol bordelo
  Portunhol selvagem és mi pátria y mi lengua
  Doktor Estranho - pense!
  eraOdito, o homi, o mito, o kabrito, vale o escrito
  El Impostor y sus presídios de buelsillo
  jazz do interior by bombig
  sabe aquele cara do cheiro do ralo?
  scottlândia & otros darwinismos gauches
  Bortolotto, uiscão y raiban
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?